Preparação da peça a ser testada

A preparação de chapas de teste revestidas para ensaios de corrosão colocando diferentes riscos lineares verticais, horizontais e cruzados é um procedimento comum, que permite inspecionar a resistência do sistema de revestimento à corrosão intersticial. Para além da utilização de uma ponta de teste de acordo com "van Laar" para efetuar os riscos, é muitas vezes também prescrita uma ponta de teste de acordo com "Clemens" (incluída no âmbito de fornecimento). É igualmente por vezes utilizada uma ponta de teste individual para provas de aderência com retículo. Consoante os requisitos do utilizador, estas representam ferramentas de risco adequadas para a criação de riscos definidos em pinturas/revestimentos em ensaios de corrosão acelerados, tais como ensaios de água de condensação, de corrosão com gás, de nevoeiro salino, de imersão total e de imersão e emersão alternadas, ensaios de exposição à intempérie breves, etc.

Preparação da peça a ser testada

Preparação da peça a ser testada

Scratching Tool acc. to van Laar, Model 426

Riscos definidos em superfícies pintadas, ponta do risco de acordo com van Laar

Preparação da peça a ser testada

Preparação da peça a ser testada

SCRATCHMARKER 427

Riscos definidos em superfícies pintadas, ponta: Ø 0,5 mm

Preparação da peça a ser testada

Preparação da peça a ser testada

HANDCUTTER 428

Riscos definidos em superfícies pintadas, ponta do risco de acordo com Clemen

Preparação da peça a ser testada

Preparação da peça a ser testada

Scratch Stylus acc. to Sikkens, Model 463

Riscos definidos em superfícies pintadas, ponta do risco de acordo com Sikkens

Preparação da peça a ser testada

Preparação da peça a ser testada

CORROCUTTER 639

Riscos definidos de superfícies pintadas, ferramenta de risco substituível